5 informações importantes sobre seguro residencial

Além de mais liberdade e conforto, a conquista da própria casa tem trazido cada vez preocupação com a segurança para curtir o bem-estar oferecido por tal realização pessoal. Por isso, uma opção para proteger o imóvel contra danos e sinistros é a contratação do seguro residencial.

Assim, você pode levar a vida de forma mais tranquila, mesmo diante dos riscos que fazem parte do cotidiano. Até porque, quem busca o refúgio nos condomínios residenciais também não está livre dessas intercorrências, não é mesmo?

Então, se você gosta de ter segurança, principalmente dentro de casa com a sua família, fique por dentro das dicas com o post a seguir!

1. O que é um seguro residencial?

Como qualquer outro tipo de seguro, o residencial visa dar garantia em caso de acidentes ao imóvel, assim como danos aos bens que estejam dentro dele. Tudo vai depender do que o proprietário contratou, pois atualmente existem várias opções de apólices, inclusive com serviços de assistência 24 horas.

Sendo assim, é importante que o segurado avalie minuciosamente a sua real necessidade na hora da contratação. Assim, não haverá surpresas desagradáveis com imprevistos que podem acabar fora da cobertura.

A princípio, todo seguro residencial conta com a cobertura básica contra incêndios, queda de raios e explosão. Mas é preciso estar atento! A garantia de ressarcimento dos prejuízos só será obtida até o valor máximo contratado.

2. Qual a importância de ter um?

Não tem nada melhor do que ter segurança para aproveitar os bons momentos da vida, você não acha? Por isso, ter um seguro residencial está dentro das melhores opções para uma vida mais confortável.

Afinal, além de ter a garantia de cobertura contra possíveis danos, recorrer a uma apólice pode significar um dia a dia com menos estresse. Isso porque vários serviços podem estar incluídos no valor contratado, como chaveiros, limpezas de caixas d’água, bombeiro hidráulico, entre outros.

Além do mais, quem mora em condomínio, que obrigatoriamente conta com seguro predial, precisa de uma cobertura específica para o seu apartamento. Do contrário, pode ter dor de cabeça com danos fora dessa cobertura.

3. Como escolher a apólice ideal?

Primeiramente, é preciso avaliar a quais os riscos o seu apartamento ou casa está mais vulnerável. Portanto, não adianta observar tão somente o quesito do valor se o índice de furto à residência é considerado alto no bairro em que você mora, por exemplo.

Isso quer dizer que pensar apenas na economia na hora de contratar um seguro residencial pode custar muito mais caro no final. Então, a melhor forma de escolher uma apólice é pesquisar sobre a que atende mais amplamente às suas necessidades.

Outra dica valiosa é se certificar da reputação da seguradora no mercado. Bons serviços prestados sempre revelam a idoneidade da empresa e compromisso com o cliente.

4. Quais os tipos mais comuns?

Como já foi mencionado, existe a modalidade básica comum a todo seguro residencial. Nesse caso, o cálculo é feito tendo em vista o valor do apartamento mais os bens móveis do interior.

A partir daí, e de acordo com o perfil do proprietário, outras modalidades podem ser contratadas à parte. Normalmente, são coberturas contra danos elétricos, furto e roubo, vendaval e responsabilidade civil — quando os danos estendem-se a terceiros.

Em geral, as coberturas garantem a reconstrução da moradia e reposição ou reparo dos objetos pessoais. Algumas despesas adicionais também costumam ser cobertas, como o custeio, caso você tenha que deixar a sua casa temporariamente devido a um incêndio.

5. Quando acionar a seguradora?

Sempre que ocorrer um sinistro no seu apartamento, a seguradora deve ser acionada imediatamente. Isso antes da tentativa de qualquer reparo, pois lhe poupará questionamentos quanto à veracidade do ocorrido.

Cada detalhe do local precisa ser preservado até que um funcionário da seguradora chegue e tome as devidas providências. Assim, você se previne de possíveis burocracias para a liberação do valor contratado.

Bom, essas informações, certamente, vão ajudar você a decidir sobre a melhor cobertura na hora de escolher um seguro residencial, não é verdade? Ainda tem dúvidas sobre o assunto ou outras dicas legais para compartilhar? Deixe um comentário aqui no blog e conte para nós!

Leave A Comment