A importância do compartilhar nos dias de hoje

compartilhar

Nós somos o que fazemos e compartilhamos. Qual a importância do compartilhar no seu dia a dia?

Desde muito cedo somos educados a compartilhar, dividir o que temos para que todos possam desfrutar das mesmas coisas, seja um doce ou brinquedo. Somos incentivados a abrir espaço para que o outro participe do que é bom para nós.

Mas com o tempo isso vai se perdendo, a percepção de compartilhamento passa a dar a ideia de desvantagem. Dividir é ficar com “menos” e assim a vida segue num círculo de compartilhamento e relacionamento cada vez menor.

A verdade é que tudo à nossa volta é uma troca, a própria natureza nos ensina isso. Ela compartilha seus recursos para que possamos nos beneficiar deles. E esse padrão se repete em diversos aspectos da vida, seja na troca de recursos materiais, talentos, experiências, habilidades, ideias e até mesmo de tempo.

Compartilhar não é subtrair o que você tem, mas somar para que todos possam ter mais.

A importância do compartilhar

Como disse anteriormente, a troca vai além do aspecto material. Se hoje você está aqui, lendo esse texto é porque alguém ensinou você a ler. Tudo o que conhecemos e aprendemos foi um conhecimento compartilhado por alguém. Então é natural que esse ciclo se perpetue em diversos âmbitos da vida. Cabe a nós dar sequência a isso para que as pessoas possam se desenvolver e evoluir.

O que você faz com o conhecimento que possui?

compartilhar conhecimento

No ambiente profissional, existe a ideia de que compartilhar algo pode gerar uma desvantagem em relação a outros colegas. Ainda mais se o local de trabalho for extremamente competitivo. Reter informações dá uma impressão de privilégio e destaque, quando na verdade é um sinal de insegurança.

Compartilhar conhecimento demonstra altruísmo e maturidade, além de estimular a criatividade e a busca constante por novos desafios. E isso vai topo até a base da pirâmide hierárquica de uma organização.

Líderes que compartilham conhecimento contribuem para o desenvolvimento das pessoas e geram mais inovação. Por isso que na equação do compartilhamento, todos têm a ganhar. Não só nas empresas, mas em ambientes educacionais e de formação.

Compartilhar também é negócio

Compartilhar é tão importante atualmente, que é a base de diversos modelos de negócios. É possível compartilhar tempo, carros, casas, escritórios, roupas, entre outros ativos, para que todos tenham acesso sem necessariamente precisar comprá-los.

Este conceito também é conhecido como economia compartilhada.

A economia compartilhada não é algo novo, ela começou nos Estados Unidos na década de 90, mas a tecnologia e o acesso às informações têm possibilitado seu crescimento, o que a fez atingir uma escala global.

Se você já dividiu um carro no Uber, alugou um apartamento no Airbnb, trabalhou em uma sala comercial num coworking ou vendeu objetos usados no Mercado Livre, já deve estar familiarizado com ela.

Ela une dois (ou mais) interesses em comum de uma forma em que todos saem ganhando. O que nos leva ao que foi ensinado lá no começo do texto e na nossa infância, compartilhar algo pode ser muito mais saboroso do que tê-lo somente para si.

Afinal de contas, por que ter mais, se podemos dividir?

A Banga trouxe a economia compartilhada para o mercado imobiliário pelo programa IndiQ. O objetivo é dividir os ganhos com quem indica e compra um empreendimento disponível na plataforma. Conheça mais aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
Share This