Ilha do Campeche: conheça um paraíso em Florianópolis

Não é à toa que a Ilha do Campeche foi tombada como Patrimônio Nacional Arqueológico e Paisagístico no ano 2000.

Esse pequeno pedaço do paraíso, localizado na Costa Leste de Santa Catarina, impressiona o visitante pela tonalidade de suas águas. Mas este é apenas um de seus encantamentos, como você poderá constatar neste post.

O que torna a Ilha do Campeche tão especial?

Um recorte entre morros recobertos por Mata Atlântica, a Ilha do Campeche é um destino bastante procurado por visitantes interessados em mergulhar em suas águas cristalinas. O mar calmo, com poucas ondas, também cativa as crianças. No verão, uma equipe de salva-vidas permanece a disposição dos banhistas.

Outro destaque são as trilhas, que só podem ser realizadas mediante a supervisão de monitores treinados. Para percorrer o trajeto mais longo, o turista deve estar em boas condições físicas, e possuir um calçado adequado (tênis).

Citam-se ainda os registros deixados pelos povos antigos. Ao longo de toda a extensão da ilha, o visitante pode apreciar diversas inscrições rupestres, em formato de símbolos geométricos e flechas, entre outros desenhos.

Como chegar a esse paraíso? Só de barco?

Para chegar a esse paraíso, o visitante deve pegar uma embarcação. Diariamente, barcos partem de três pontos diferentes: da Praia do Campeche (a cerca de alguns minutos do local), da Armação ou da Barra da Lagoa. Ou se vc é um bom nadador e quer encarar esse desafio, lembre-se de nunca ir sozinho e consultar as condições metereológicas com o corpo de bombeiros da praia.

Via de regra, as pessoas devem retornar com os mesmos condutores com que fizeram a viagem de ida. O tempo de visitação costuma girar em torno de quatro horas.

No decorrer da alta temporada, as saídas são diárias, ao passo que na baixa esse trajeto deve ser agendado. Como medida preventiva, recomenda-se que o turista contate as empresas que fazem o transporte com antecedência para se informar sobre as condições marítimas e do clima.

Visando garantir a preservação do ecossistema, o número de pessoas que tem acesso à ilha é limitado diariamente. Lembrando que, além da cobrança pelo translado, também incidem taxas sobre as trilhas e a prática de mergulho.

Permitido ou proibido? Aproveite sua experiência

Na última parte deste texto, daremos algumas dicas para que o turista aproveite melhor a sua experiência neste lugar incrível. A primeira delas é levar petiscos, pois em toda a ilha do Campeche há apenas um restaurante. Um piquenique, portanto, pode ser uma boa ideia.

Recomenda-se também que o turista carregue consigo sacolas plásticas ou outros dispositivos para armazenar seu lixo. Isso porque, na ilha, não há nenhum recipiente para descarte de resíduos, que devem ser levados na viagem de volta.

Na contramão, é proibido dar comida aos animais, portar alimentos e bebidas em latas ou garrafas, fazer fogueira ou acampar. Também é vedado coletar amostras de plantas ou outros materiais, como conchas, por exemplo.

Se você gostou deste conteúdo, curta a nossa página no Facebook para ter acesso a outras dicas de passeios e opções de lazer. Afinal de contas, melhor do que visitar um paraíso, como a Ilha de Campeche, é morar a alguns minutos dele. Conheça nossos empreendimentos!

Leave A Comment